Imprensa Sindical por Val Gomes

x

Fale comigo

Preencha os campos abaixo e deixe sua mensagem

Lô Borges toca canções do Clube da Esquina e defende o distanciamento social contra a pandemia

O compositor Lô Borges, um dos criadores mais significativos da música popular e pop do Brasil, apresentou-se ao violão em sua live Raiz, na noite de sábado, 16 de maio de 2020, com músicas feitas em parceria com Milton Nascimento, Beto Guedes, Fernando Brant, Ronaldo Bastos, Márcio Borges, Samuel Rosa e Nando Reis.

Foi uma apresentação curta, de um pouco mais de uma hora de duração, em um canto de sua casa em Belo Horizonte/MG, onde está em quarentena contra o coronavírus, mantendo o distanciamento social, inclusive dos irmãos, de seu filho de 21 anos e dos amigos músicos com quem ensaiava o show de divulgação de seu último álbum: Dínamo.

Lô Borges tocou “Trem Azul”, canção também gravada por Tom Jobim e Elis Regina, “Um girassol da cor de seu cabelo”, “Clube da Esquina n° 2”, “Paisagem da Janela”, “Equatorial”, “Dois Rios” e canções mais recentes.

Também apresentou músicas só de outros autores, como “Nada será como antes”, de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos, e “A força do vento”, de Rogério de Freitas, canção entregue-lhe por este compositor em uma fita cassete após um show em Juiz de Fora/MG.

Lô Borges intercalou histórias breves de sua carreira e do cultuado Clube da Esquina, saudou os profissionais da saúde na linha de frente contra o covid-19, criticou a irresponsabilidade do governo federal (que insiste no fim do isolamento social) e disse que é um “dever” de todos evitar o contágio e a disseminação do vírus.

Lô Borges, com a coragem e a convicção do grande artista que é, disse esperar um mundo após a pandemia mais propenso a preservar a natureza, combater a poluição e queimadas e acabar com as guerras, as desigualdades sociais e o abandono de pessoas nas ruas.

A apresentação de Lô Borges, transmitida pela plataforma de streaming e vídeo #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, pode ser apreciada pelo site https://culturaemcasa.com.br/. Fique em casa e aproveite!

Val Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *